Auxilio emergencial: Calendário de pagamento da 3ª parcela

Devido aos problemas causados pelo COVID-19 foi instituído o Auxilio emergencial que deve ser entregue aos trabalhadores informais, individuais (MEI), autônomos e desempregados e tem o intuito de fornecer proteção emergencial durante a crise causada pela pandemia.

 

Quem tem direito ao Auxílio Emergencial?

Para possuir direito ao auxilio emergencial é necessário seguir os requisitos:

  • Ser cidadão com no minimo 18 anos, ou mães menores de 18 anos.
  • Sua família deve possuir renda mensal perca pita de até R$522,50, ou total de até 3 salários mínimos R$3135,00;
  • Que não receba benefícios de assistência social, seguro-desemprego ou qualquer outro programas, menos o Bolsa Família;
  • Que não tenha recebido rendimentos tributáveis a cima de R$28.559,70;
  • Que não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 (vinte e oito mil quinhentos e cinquenta e nove reais e setenta centavos);
  • Esteja desempregado ou exerça atividade na condição de MEI, contribuinte individual da Previdencia Social.
  • Trabalhadores informais;

Quem não tem direito ao Auxílio Emergencial?

  • Famílias com renda superior à R$3135,00, ou renda per capita maior à R$522,50.
  • Possuir emprego formal;
  • Estar recebendo seguro desemprego;
  • Recebe Benefícios previdenciários, assistência ou transferência de renda federal, com exceção à Bolsa Família.
  • Recebeu rendimento tributáveis a cima do tato de R$28599.70 no período de 8018.

Qual o valor do beneficio?

O beneficio será dividido em três parcelas. O valor pode variar dependendo da sua situação atual. O valor padrão é de R$600 reais , podendo varias à R$1200 reais para mães que são as únicas  chefes de família.

 

auxilio emergencial - homem com problemas financeiros

Como solicitar o auxilio

Sabendo se você se enquadra ou não nos requisitos para solicitar o beneficio do governo federal, está na hora de solicitar seu beneficio.

  • Caixa abrir o site da caixa ;
  • Clique em “Realize sua solicitação”;
  • Logo uma página indicando quais são os requisitos para participar do programa aparecerão, você deve confirmar que as informações são verdadeiras;
  • Na próxima página, seus dados serão confirmados (é importante verificar se esses dados são os mesmos que aparecem na Receita Federa.
  • Logo será necessário colocar seu número de telefone, lembre-se que esse deve ser um número válido, pois será utilizado futuramente.
  • Um código será recebido no telefone, ao ingressar ele dentro do formulário, perguntas adicionais serão realizadas.
  • Após isso será necessário adicionar os nomes e cpf dos membros da sua família;
  • Nessa hora será possível escolher entre uma conta existente ou criar uma nova conta caixa para receber seu beneficio.

Como acompanhar a solicitação?

Para acompanhar a sua solicitação basta seguir os passos a seguir:

Quanto tempo dura o benefício?

O beneficio foi criado primordialmente para consistir em 3 parcelas, podendo ou não ser estendido de acordo com as mudanças causadas pelo COVID19. Durante o cadastro será necessário indicar uma conta para receber o beneficio.

Qual canal de dúvidas?

Caso você possua alguma dúvida sobre o beneficio, você deve entrar em contato com o número 111 através de um telefone.

Dados da receita federal

Se As informações contidas dentro da Receita Federal foram diferentes das informações que você esta apresentando para solicitar o auxilio emergencial, existem chances que o mesmo seja negado.

Primeiro é necessário verificar se seu CPF se encontra em situação regular. Você pode verificar isso dentro do site da Receita Federal.

Caso alguma informação esteja errada dentro da Receita Federal na hora de solicitar seu auxilio emergencial, você deverá atualizar suas informações dentro do site da Receita clicando aqui. Basta preencher o site com as suas informações pessoais, e tentar solicitar novamente o beneficio em 3 dias.

Como funciona o auxilio para quem recebe bolsa família

As pessoas que contam com o beneficio do Bolsa Família podem sacar o valor do auxilio emergencial através do cartão do Programa Bolsa Família, ou Cartão Cidadão ou através do crédito em conta da Caixa.

As famílias cadastradas no Bolsa Família e Cadastro Único não precisam efetuar um recadastro.

Quantas pessoas da mesma família poderão receber o Auxílio Emergencial?

No máximo duas pessoas da mesma família poderão receber o Auxílio Emergencial.

Se mais de duas pessoas na mesma família trabalharem informalmente, será aplicado um sistema de preferências.

As mulheres terão privilégio em receber o auxilio, logo, pessoas mais velhas, seguido por pessoas com renda individual mais baixa. O critério para o desempate é a ordem alfabética do primeiro nome.

3ª Parcela

Na terça feira dia 23 de junho começou o saque da 3ª parcela do auxilio emergencial aos beneficiários do Bolsa Família.

O beneficio inicio para quem têm o NIS terminado com o número 5,  os que terminam entre 1 e 4 já possuem a parcela liberada e ainda podem sacar o valor a qualquer momento.

Os saques em dinheiro ocorrerão conforme o último número do NIS (Número de Identificação Social):
NIS 1: 17 de junho (qua)
NIS 2: 18 de junho (qui)
NIS 3: 19 de junho (sex)
NIS 4: 22 de junho (seg)
NIS 5: 23 de junho (ter)
NIS 6: 24 de junho (qua)
NIS 7: 25 de junho (qui)
NIS 8: 26 de junho (sex)
NIS 9: 29 de junho (seg)
NIS 0: 30 de junho (ter)

 

Comentários

Gostaria de saber das nossas novidades?Assine nossa Newsletter e receba conteúdo de primeira qualidade no seu e-mail!

Assine a nossa newsletter e receba dicas para sua vida profissional no seu e-mail!